“Então acontece a cirurgia. O corte, a sutura. A recuperação completa muitas vezes leva meses.
Depois de uma cirurgia de grande porte, a maioria de nós gostaria de ficar descansando, curtindo um prato de sorvete e uma pilha de filmes, mas as mães que deram à luz por cesárea fazem o contrário. Elas cuidam de seus bebês lindos e indefesos, os alimentam, criam vínculos com eles.
Essas mulheres são muito fortes, fisicamente e emocionalmente. E essa força não se manifesta necessariamente apenas no dia do parto: ela precisa continuar presente nas semanas, nos meses e nos anos que vêm pela frente. Enquanto isso, o corpo e a alma da mãe se refazem, e ela cria novos sonhos com seu filhinho no colo.
A maternidade deixa cicatrizes em todas nós. Algumas delas são emocionais, e outras são físicas.
As mães por cesárea muitas vezes têm os dois tipos. Mas suas cicatrizes são sinais da força e da coragem que elas tiveram quando puseram seus filhos no mundo. A cicatriz de uma mãe por cesárea é a porta pela qual passou seu filho em sua passagem de um mundo para outro.”
Deixe seu comentário