Se o pré-natal é feito com regularidade e a gestante não apresenta nenhuma complicação durante os nove meses, este tipo de parto é uma opção válida. Nele, o bebê nasce no tempo correto e as contrações são aguardadas até o momento ideal para se dar à luz.

O parto normal acontece quando o bebê vem ao mundo pela vagina, podendo ocorrer uso de ocitocina (hormônio que estimula o trabalho de parto), anestesia e episiotomia (corte do períneo que facilita a saída do bebê).

A mamãe participa de todo os momentos do parto. A maioria dos hospitais também possuem técnicas para deixar a mãe mais tranquila e relaxada durante o parto.

A peridural e a ráqui são os dois anestésicos usados para esse tipo de parto, separadamente ou em uma combinação das duas, chamada de bloqueio duplo.

Uma das principais vantagens do parto normal é a recuperação imediata após efeito da anestesia.

Outra vantagem é o baixo risco de infecções e menor índice de complicações respiratórias para o bebê.

O risco presente nessa opção é a ruptura do útero, caso a mamãe tenha feito cirurgias anteriores.

No parto normal, a mamãe tem contato com o filho imediatamente após dar à luz!

 

Fonte: Last Family.

Deixe seu comentário